Histórico

Institucionalmente, o Programa de Pós-Graduação em Comunicação (PPGCOM), modalidade acadêmica, é vinculado à Faculdade de Informação e Comunicação (FIC), da Universidade Federal de Goiás (UFG), e contempla curso de Mestrado e de Doutorado, além de receber pesquisadores em atividades de estágio pós-doutoral. 

A Universidade Federal de Goiás (UFG), instituição federal de ensino e pesquisa de nível superior vinculada ao Ministério da Educação (MEC), foi criada em 14 de dezembro de 1960, com a reunião de cinco Escolas Superiores então existentes em Goiânia: a Faculdade de Direito, a Faculdade de Farmácia e Odontologia, que hoje formam duas unidades distintas, a Escola de Engenharia, que a partir de 1991 foi dividida em duas unidades, Escola de Engenharia Civil e Escola de Engenharia Elétrica, o Conservatório de Música e a Faculdade de Medicina.

Em 1966, deu-se início à consolidação do ensino de Comunicação em Goiás com a criação do curso de Jornalismo. A Faculdade de Informação e Comunicação (FIC), até pouco tempo denominada Faculdade de Comunicação e Biblioteconomia (Facomb), foi fundada em 1997, após ter funcionado, desde 1966, como Departamento de Comunicação Social do então Instituto de Ciências Humanas e Letras (ICHL), da UFG. Atualmente a FIC/UFG abriga cursos em nível de graduação nas áreas de Comunicação Social (Jornalismo, Relações Públicas e Publicidade e Propaganda) e de Ciências da Informação (Biblioteconomia e Gestão da Informação), abrangendo, portanto, cinco campos de formação.

Com o fortalecimento dos cursos de graduação, da consolidação e ampliação da estrutura física e docente da FIC, o Programa de Pós-Graduação em Comunicação (PPGCOM) começou a se estruturar a partir de 2002, com as especializações Lato Sensu em Marketing Político e em Assessoria de Imprensa. Ao todo, eram oferecidas mais de 80 vagas para esses cursos, com duração de 360 horas cada um.  Atualmente, a Especialização em Marketing Político está extinta e a em Assessoria de Imprensa foi atualizada para Assessoria de Comunicação e Marketing, e mais um curso foi oferecido: a Especialização em Letramento Informacional. Além da formação específica, esses cursos de formação lato sensu têm como objetivo maior o fortalecimento das linhas de pesquisa existentes no Programa, bem como a consolidação de outras que possam, futuramente, ser integradas ao mesmo, como é o caso do campo das Ciências da Informação.  Desde 2002, o PPGCOM já formou cerca de 600 profissionais nos cursos de especialização, sendo que alguns alunos egressos das especializações têm buscado dar continuidade às pesquisas iniciadas no âmbito, submetendo-se ao processo seletivo do mestrado.

Em 2003, com o objetivo de consolidar uma política de pós-graduação Stricto Sensu, o PPGCOM e a FIC apresentaram para a Capes um projeto de Mestrado Acadêmico em Comunicação, cuja primeira turma ingressou em 2007. Desde o início, o Programa tem área de concentração em Comunicação, Cultura e Cidadania, com duas linhas de pesquisa: Mídia e Cidadania e Mídia e Cultura.

Com a consolidação do Mestrado em Comunicação e a obtenção do conceito 4 na última avaliação quadrienal da Capes (2013-2016), o curso de Doutorado em Comunicação, também acadêmico, foi aprovado, e a primeira turma admitida em 2019. Desde então, além de doutorandos, o Programa recebe pesquisadores da área de Comunicação em atividades de estágio pós-doutoral. 

 

Em virtude do escopo da FIC UFG, que congrega três cursos da área de Comunicação Social (Jornalismo, Publicidade e Propaganda e Relações Públicas) e dois cursos do campo da Ciência da Informação (Biblioteconomia e Gestão da Informação), e diante da atuação de vários docentes do campo da Informação no PPGCOM, estabeleceu-se aproximações com esta área de conhecimento que culminaram na implementação de uma terceira linha de pesquisa em 2021. Portanto, atualmente o Programa possui três linhas de pesquisa: Mídia e Cidadania, Mídia e Cultura e Mídia e Informação

 

Com isso, o PPGCOM conquistou um importante espaço na formação e qualificação profissional e científica e reforçou o seu papel de referência na Pós-Graduação em Comunicação do Centro-Oeste brasileiro. Com as linhas de pesquisa consolidadas, docentes e discentes têm avançado quantitativa e qualitativamente na produção científica qualificada, cujos resultados são apresentados em periódicos e eventos nacionais e internacionais de notório reconhecimento, ao mesmo tempo em que os egressos têm conquistado relevantes postos no mercado de trabalho, especialmente na docência do ensino superior em Comunicação e em áreas correlatas aos estudos científicos. 

 

Regimentalmente, o PPGCOM atende a missão da UFG, que é “[...] gerar, sistematizar e socializar o conhecimento e o saber, formando profissionais e indivíduos capazes de promover a transformação e o desenvolvimento da sociedade”.  A finalidade do PPGCOM, portanto, é formar, no nível acadêmico e científico, mestres e doutores em Comunicação comprometidos com a transformação e o desenvolvimento social como um todo. 

 

Além das atividades acadêmicas e de pesquisa, o PPGCOM também atua fortemente na Extensão Universitária, principalmente por meio do Programa de Extensão Enredos Digitais, que tem por objetivos aproximar a universidade e a sociedade por meio das atividades desenvolvidas, bem como socializar conhecimento no campo interdisciplinar da Comunicação, da Informação e da Cultura, contribuindo para a popularização da ciência. O projeto é realizado em parceria com os Programas de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual (PPGACV); Performances Culturais (PPGIPC) e Direitos Humanos (PPGIDH). Além da comunidade acadêmica dos PPGs, a equipe do Programa de Extensão Enredos Digitais envolve docentes e discentes de cursos de graduação, tais como Jornalismo, Publicidade e Propaganda e Relações Públicas da FIC e Design Gráfico da Faculdade de Artes Visuais (FAV), contribuindo, portanto, na curricularização da extensão universitária de tais cursos.

 

Outra atividade de extensão é o Seminário Internacional de Mídia, Cultura, Cidadania e Informação (Semic), promovido anualmente pelo PPGCOM desde 2006. O evento é temático e a cada ano fomenta importantes discussões acerca das inter-relações das mídias com a sociedade, com foco na Cultura, na Cidadania e na Informação, seja em conferências ou nos Grupos de Trabalho (GTs). Quando foi criado, o Semic tinha abrangência regional Todavia, diante do amadurecimento do evento, em 2018 passou a ter escala nacional e em 2020, internacional. Já a edição do ano de 2021, comemorativa dos 15 anos do Semic, passou a incluir o Semic Jovem, direcionado a graduados e graduandos cursantes dos dois últimos semestres e bolsistas de iniciação científica, extensão universitária e afins.

 

Em 2020, o Grupo de Pesquisas em Tecnologias e Computação Aplicadas à Comunicação e Informação (GTA), cadastrado no CNPq, certificado pela UFG e vinculado ao PPGCOM, deu início a outro importante evento internacional: o Workshop on Media, Information and Data Science (WMIDS), que também é anual e conta com conferências, oficinas, mesas redondas e apresentação de trabalhos científicos.

 

Ainda no que concerne à produção científica, o PPGCOM é responsável pela edição da Revista Comunicação & Informação, classificada no Qualis Periódicos (2013-2016) como B2 e no novo Qualis como A4. Este periódico, existente desde 1998 na FIC, constitui-se num espaço de divulgação da produção científica nacional cujo conselho editorial é composto por professores doutores de várias universidades brasileiras e estrangeiras. A Revista possui fluxo contínuo e tem contado com artigos que versam sobre diferentes temas concernentes ao campo da Comunicação e Informação.

O PPGCOM tem mantido importante diálogo com entidades científicas tais como a Sociedade de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom), a, Associação Nacional de Programas de Pós-Graduação em Comunicação (Compós), a Sociedade Brasileira de Estudos de Cinema (Socine), a Associação Brasileira de Literatura Comparada (Abralic), a Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJOR) e Associação Brasileira de Pesquisadores em Comunicação Organizacional e Relações Públicas (ABRAPCORP). Ressalta-se também o diálogo com entidades internacionais, em especial no contexto latino americano, como a Associação Latinoamericana de Investigadores em Comunicação (ALAIC) e a Associação Iberoamericana de Comunicação (Assibercom), sendo que, tanto nacionalmente quanto internacionalmente, os docentes e discentes do Programa participam ativamente dessas entidades como expositores de trabalhos, relatores, coordenadores de Grupos de Trabalho (GT´s) e, também, ocupando assento em suas diretorias. 

 

Além disso, desde seu início, o PPGCOM participa de várias iniciativas de pesquisa que vão desde a participação interdisciplinar em outros Programas de Pós-Graduação da UFG à convênios e cooperações nacionais e internacionais. Com isso, o Programa promove uma maior interação de professores, pesquisadores e estudantes em torno da socialização do conhecimento e da participação em projetos integrados. 


Desde a sua criação, o PPGCOM já formou mais de 600 profissionais em suas especializações Lato Sensu, levando conhecimento de qualidade para o mercado de trabalho e desenvolvendo pesquisas que tiveram continuidade em ambientes de pesquisa acadêmica. Já no âmbito da pesquisa acadêmica Stricto Sensu, até o ano de 2020, 206 Mestres em Comunicação formaram-se no PPGCOM, cujas pesquisas apresentam temas importantes e atuais tanto para a sociedade brasileira e goiana, quanto para o campo da Comunicação, com ênfase na área de concentração do Programa, ou seja, Comunicação, Cultura e Cidadania. A listagem completa dos mestrandos egressos pode ser acessada aqui.